domingo, 10 de abril de 2011

Mamma Jazz - Nôkana Disquicy [2010]



Quando eu entrei na UFPB no ano passado, andando pela Praça da Alegria com o violão, conheci um pessoal do Congo, que se prontificou a se reunir ao meu redor e passar quase uma hora cantando as músicas de seu país num coro africano hipnotizante. Meu único pensamento ao sair de lá era "meu irmão, alguém tem que fazer uma banda com esse pessoal!". E foi quando descobri que essa idéia já tinha sido feita, lá pelo final dos anos 90. Mamma Jazz nasceu de uma conversa entre os músicos Pedro Osmar e o músico guineense Guilherme Semmedo, que resolveram reunir os artistas estrangeiros da UFPB pra que eles pudessem se expressar e se integrar de vez à comunidade paraibana. O resultado encanta qualquer pessoa que tenha pelo menos um gene africano.

O projeto conta com parcerias como Gláucia Lima, Jorge Negão e Adeildo Vieira, autor de algumas das músicas do disco. As letras passam do português ao crioulo às línguas africanas, o som é suave, cheio de metais, coros de vozes africanas, percussões, lembrando o de grandes músicos africanos como Koffi Olomidé ou Papa Wemba.

Aí vai um trecho do show de lançamento desse disco:



Tracklist:

01 - Nôkana Disquicy
02 - Hábraços
03 - Balôba & Balula
04 - Nada mudou
05 - Didi mem
06 - O Mito
07 - Lebiscimente - Bang Bang
08 - Chega Junto
09 - Fidjo Matcho
10 - Sufry
11 - N' Bombô
12 - N' Rico Pabia

Clique na capa do álbum pra baixar

4 comentários:

  1. bom demais o som desse disco. swingue do caralho! só tinha ouvido falar do mamma jazz, enfim pude ouvir, gostei demais. valeu matteo!

    ResponderExcluir
  2. ma dài... Ti ci abbiamo portato, da piccolo a sentire Guilherme Semmedo e Mama Africa.... Abbiamo anche passato un capodanno a casa sua... ehehe....

    ResponderExcluir
  3. e mica eri tanto piccolo, dài.... ;-)

    ResponderExcluir